Um novo estudo descobriu que a internação de pessoas que tiveram trauma ocular, sendo ou não lesão primária, aumentaram 18% em 13 anos. A maior parte do aumento foi devido a quedas entre pessoas acima de 65 anos. Mas há coisas simples que você pode fazer para manter, você e seus entes queridos, seguros.

Entre 2001 e 2014, quase um milhão de internações hospitalares tiveram lesões oculares como diagnóstico primário ou secundário. O número de pacientes que foi internado primeiramente por causa de uma lesão ocular diminuiu, mas o número que foi admitido no hospital por outra razão e também sofreu uma lesão ocular, aumentou 31% – De 14,5 a 19,0 por 100.000 pessoas. Os pesquisadores estimaram que 82% do aumento das lesões oculares secundárias foram atribuídas a quedas em pacientes idosos.

A mudança em lesões oculares é provavelmente causada pelo aumento na taxa de quedas em uma população idosa, disseram os pesquisadores. Eles observam que a taxa de quedas nos Estados Unidos aumentou progressivamente ao longo da última década e é provável continuar aumentando à medida que as pessoas vivam mais e os idosos se movimentem mais.

Entre os pacientes que foram internados primeiramente por uma lesão ocular, o diagnóstico mais frequente foi fratura orbital. Essas lesões são geralmente o resultado de trauma contuso no olho.

“Pessoas com baixa de visão tem maior risco de queda”. Dra. Laurie Barber, uma renomada oftalmologista em Little Rock, Ark. “Problemas comuns de visão como catarata, glaucoma e degeneração macular podem causar a uma pessoa um passo em falso e queda. Felizmente, essas condições são susceptíveis de prevenção e tratamento”.

A catarata pode causar visão embaçada, tornando mais difícil enxergar e aumentando o risco de cair, diz a Dra. Barber. Um estudo recente descobriu que fraturas de quadril são menos prováveis depois que uma pessoa faz uma cirurgia de catarata.

Pessoas com degeneração macular tem a visão central diminuída.

Pessoas com glaucoma geralmente perdem sua visão (lateral) periférica, o que torna mais fácil colidir com objetos.

A cada ano, mais de um em cada quatro idosos caem, mas de acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), menos da metade diz a seus médicos, Cair uma vez dobra suas chances de cair outra vez. Só em 2015, mais de 28.000 idosos morreram nos Estados Unidos em consequência de uma queda.

Para reduzir o risco de queda, pessoas com 65 ou mais devem ter seus olhos examinados anualmente. Os Centros de Controle de Doenças dos EUA recomendam os seguintes passos para reduzir seu risco de queda:

  • Fale a seu médico se você tiver caído ou se sentiu instável. Alguns medicamentos podem causar tontura ou sonolência e aumenta o risco de queda. Além disso, verifique seus pés e converse com seus familiares e cuidadores ou sobre calçados apropriados.
  • Faça uma atividade física regular – como caminhada, Ioga ou Hidroginástica – para melhorar sua força e equilíbrio.
  • Evite de pequenos tapetes ou use fitas dupla face para mantê-los no lugar.
  • Instale barras de apoio ao lado e dentro da banheira e ao lado do vaso sanitário.
  • Use tapetes antiderrapante no banheiro e no chuveiro.
  • Uma boa iluminação em casa é crucial para evitar a queda. Mantenha sua casa bem iluminada para evitar tropeçar em objetos que são difíceis de ver.

Fonte: Academia Americana de Oftalmologia

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
WhatsApp chat