O Instituto da Visão alerta para os riscos de terapia com células tronco para o tratamento de doenças da retina que vem sendo anunciadas no Brasil e no exterior.

De acordo com o Prof. Márcio Nehemy não há ainda tratamento com células tronco liberado para uso clinico pelas agencias de saúde tanto dos Estados Unidos ( FDA) quanto do Brasil (ANVISA).

Existem estudos em andamento, no Brasil e exterior, que se encontram em fases iniciais e de investigação. É essencial que se evite tratamento em humanos até que se conheça melhor os resultados desses estudos, que são rigorosamente controlados, do ponto de vista cientifico e legal. Tratamentos realizados nos EUA, fora dos protocolos de pesquisa, tem causado complicações graves incluindo perda de visão de alguns pacientes.

O Instituto da Visão participa de estudos com células tronco para tratamento de doenças da retina, desde 2005, juntamente com o Instituto de ciências biológicas da UFMG (ICB) e universidades americanas. Estes estudos resultaram em três Teses de Doutorado e várias publicações em Revistas científicas internacionais.

É importante salientar, que esses estudos encontram-se em fase de avaliação e que é inadequado que se cobre qualquer honorário referente a exames ou eventuais tratamento de células tronco, no Brasil ou no exterior. Qualquer divulgação de tratamentos ou promessas de tratamentos devem servir de alerta para tratamentos sem efeito comprovado e que podem causar danos irreversíveis para a visão.

Veja abaixo, no site da Academia Americana de Oftalmologia uma entrevista do Dr. Ajay Kuriyan, falando sobre os riscos de tratamentos com células tronco, que não tem respaldo cientifico.

https://www.aao.org/interview/legitimate-vs-unproven-cell-therapies-vitreoretina

Veja ainda trabalhos científicos desenvolvidos pelo Instituto da Visão, Instituto de Ciências Biológicas da UFMG (ICB) e pelos professores Márcio Nehemy, e Alfredo Goes que coordenaram estas pesquisas.

DAPI diffusion after intravitreal injection of mesenchymal stem cells in the injured retina of rats. Cell Transplantation
http://journals.sagepub.com/doi/full/10.3727/096368909788809811

Retinal Incorporation and differentiation of mesenchymal stem cells intravitreally injected in the injured retina of rats. Arquivos Brasileiros de Oftalmologia
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0004-27492008000500007&lng=en&nrm=iso&tlng=en

Stem Cells: potential source for retinal repair and regeneration. Arquivos Brasileiros de Oftalmologia
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0004-27492007000200034

CASTANHEIRA, P., TORQUETI, L., MAGALHAES, D. R. S., NEHEMY, M. B., GOES, A. M.
DAPI diffusion after intravitreal injection of mesenchymal stem cells in the injured retina of rats. Cell Transplatation v.18, p.423 – 431, 2009.

CASTANHEIRA, P. ; TORQUETI, L. ; NEHEMY, M. B. ; GOES, A. M.
Retinal Incorporation and differentiation of mesenchymal stem cells intravitreally injected in the injured retina of rats. Arquivos Brasileiros de Oftalmologia, v. 71, p. 644-650, 2008.

TORQUETI-COSTA, L. ; CASTANHEIRA, P. ; GOES, A. M. ; NEHEMY, M. B.
Stem Cells: potential source for retinal repair and regeneration. Arquivos Brasileiros de Oftalmologia, v. 70, p. 371-375, 2007

 

Teses de doutorado abordando células tronco, orientadas:

Carolina Reis de Oliveira. Células do epitélio pigmentado da retina derivadas de células-tronco pluripotentes e sua aplicação como modelo pré-clínico para teste de fármacos e terapia celular. 2015. Tese (Bioquímica e Imunologia) – Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais

http://ivisao.com/site/pesquisa-com-celulas-tronco-em-doencas-da-retina/

Paula Castanheira. Estudo Comparativo da Migração, Integração e Diferenciação de Células Tronco Mesenquimais Provenientes de Diferentes Fontes, em Tecido Retiniano Lesado. 2009. Tese (Bioquímica e Imunologia) – Universidade Federal de Minas Gerais

Leonardo Torqueti Costa. Regeneração Retiniana Mediada por Células Tronco após Lesão Induzida: estudo experimental. 2004. Tese (Doutorado Oftalmologia) – Universidade Federal de Minas Gerais