O astigmatismo é uma imperfeição na curvatura da córnea – a cúpula clara que cobre a íris e a pupila – ou no formato do cristalino do olho. Normalmente, a córnea e o cristalino são lisos e curvados igualmente em todas as direções, ajudando a focar os raios de luz diretamente para a retina, na parte de trás do olho. No entanto, se a sua córnea ou cristalino não forem lisos e uniformemente curvos, os raios de luz não serão refratados corretamente. Isso é chamado de erro de refração.

Quando a córnea tem uma forma irregular, chama-se astigmatismo corneal. Quando a forma do cristalino está distorcida, você tem astigmatismo lenticular. Como resultado de qualquer tipo de astigmatismo, sua visão fica borrada ou distorcida tanto para objetos próximos quanto para aqueles que estão distantes. É quase como olhar-se em uma casa de espelhos em que você parece muito alto, muito largo ou muito fino.

As pessoas podem nascer com astigmatismo – na verdade, a maioria das pessoas provavelmente nasce com algum grau de astigmatismo – e elas podem tê-lo junto a outros erros de refração, como miopia ou hipermetropia.

Enquanto os adultos com um maior grau de astigmatismo podem perceber que sua visão não está tão boa quanto deveria, as crianças que possuem sintomas de astigmatismo podem não estar cientes de que têm essa condição, e é improvável que reclamem de sua visão borrada ou distorcida. No entanto, o astigmatismo não corrigido pode impactar seriamente nas habilidades esperadas da criança na escola e nos esportes. Algumas formas de astigmatismo podem ser um sinal de ceratocone, uma protuberância da córnea, em forma de cone, que pode distorcer a visão. Por isso, é fundamental que as crianças realizem exames regulares nos olhos para detectar o astigmatismo ou outros problemas de visão o mais cedo possível.

O que as medições de astigmatismo significam?

Quando você fizer um exame de vista seu oftalmologista irá testá-lo para astigmatismo, uma condição que pode levar à visão borrada ou dupla.

O astigmatismo geralmente é uma imperfeição na curvatura de sua córnea – a cúpula clara e redonda que cobre a superfície frontal do olho. Se você usar uma lente de contato é nela que a lente se encaixará.

Às vezes, mais raramente, o astigmatismo é uma irregularidade na forma do cristalino do olho, que fica atrás da pupila.

Um olho sem qualquer astigmatismo possui a forma de uma bola de basquete (redondo), enquanto um olho com astigmatismo grave tem a forma de uma bola de futebol americano (alongado).

-1.0 astigmatismo, -2 astigmatismo

Prescrição: o que esses números significam?

O astigmatismo é medido em dioptrias. Um olho perfeito sem astigmatismo tem 0 dioptrias. A maioria das pessoas tem entre 0,5 a 0,75 dioptrias de astigmatismo. Pessoas com uma medição de 1,5 ou mais, tipicamente precisam usar lentes de contato ou óculos para corrigir o astigmatismo a fim de manterem sua visão perfeita.

Óculos ou lentes de contato corrigem o astigmatismo neutralizando as curvaturas irregulares de sua córnea e cristalino. Tratamentos como LASIK podem tratar deste problema também.

Uma pessoa com a condição do olho conhecida como ceratocone, em que a córnea torna-se fina e desenvolve uma protuberância semelhante a um cone, pode ter um astigmatismo de até 20 dioptrias. Em tais condições extremas, um transplante de córnea pode ser necessário para restaurar a forma esférica da córnea. Oftalmologistas e optometristas, algumas vezes, usam medidas diferentes para o astigmatismo. No entanto, as óticas – que efetivamente fazem os óculos e lentes de contato – não têm nenhum problema para entender as prescrições, não importa quem as esteja fornecendo.

Dos três números presentes na prescrição de suas lentes ou óculos, os dois últimos referem-se ao astigmatismo:

  • Esférico” indica se você possui miopia ou hipermetropia. Um sinal de mais (+) indica que você está com hipermetropia, um sinal de menos (-) indica que você está míope. Quanto maior o número, mais forte sua prescrição.
  • Cilindro” indica o grau de astigmatismo que você tem ou o quão plana ou irregular sua córnea está.
  • Eixo” é medido em graus e refere-se ao local da córnea onde o astigmatismo está localizado. Os números do eixo vão de 0 a 180.

Prescrição para o astigmatismo

Máquinas de medição

Seu oftalmologista pode usar várias máquinas para medir seu astigmatismo:

  • Um autorrefrator emite uma luz no olho e mede o quanto ele muda à medida que a luz retorna de trás dele.
  • Uma máquina de topografia (também chamada de ceratômetro) foca um círculo de luz na córnea e mede seu reflexo. Isso determina a curvatura da córnea e ajuda o médico a ajustar corretamente suas lentes de contato.
  • Um foróptero mede como deve ser o formato da lente e sua curvatura para que corrija sua visão a um estado normal. O médico pede que você olhe através de uma série de lentes na frente de seus olhos, e pergunta quais deixam a sua visão melhor. Com base em suas respostas, o médico determina as lentes que te proporcionarão a melhor visão.

O que causa o astigmatismo?

O astigmatismo é causado por uma curvatura irregular da córnea ou do cristalino do olho. Se a sua córnea ou cristalino não forem lisos e uniformemente curvos, os raios de luz não serão refratados corretamente. Isso é chamado de erro de refração. O astigmatismo é um tipo de erro refrativo, que deixa a visão turva ou distorcida ao olhar para objetos que estejam próximos ou longe de você.

O astigmatismo é muito comum. Na maioria dos casos, as pessoas com astigmatismo nascem com essa condição. A razão pela qual a forma da córnea é diferente de pessoa para pessoa é desconhecida, mas a probabilidade de desenvolver astigmatismo é hereditária.

Às vezes, o astigmatismo pode se desenvolver após uma doença ocular, lesão nos olhos ou cirurgia. É um mito que o astigmatismo possa se desenvolver ou piorar por causa de leituras feitas com pouca luz ou por sentar-se muito próximo à televisão.

Sintomas do astigmatismo

Os sintomas do astigmatismo podem incluir: visão embaçada ou áreas de visão distorcida, fadiga ocular, dores de cabeça, olhos “apertados” para tentar ver claramente ou desconforto ocular.
Ter esses sintomas não significa necessariamente que você tenha astigmatismo, mas eles indicam a necessidade de uma visita ao seu oftalmologista para um exame oftalmológico completo.

Diagnóstico do astigmatismo

Seu oftalmologista fará um exame oftalmológico completo e utilizará vários instrumentos para avaliar como seu olho focaliza a luz.

Sua acuidade visual será verificada. É nesse momento que você será solicitado a ler as letras em um cartaz para determinar a clareza de sua visão em determinadas distâncias. Você também terá o poder de foco de seus olhos testado com uma série de lentes colocadas na frente de seus olhos. A curvatura de sua córnea será medida com um ceratômetro e a topografia da córnea pode ser usada para fornecer informações adicionais sobre a forma da superfície de sua córnea. Com esses testes, seu oftalmologista pode diagnosticar o astigmatismo e será capaz de determinar o grau dos óculos ou lentes de contato que você precisa para melhorar sua visão. Ele também irá discutir outras opções de tratamento, como a cirurgia de astigmatismo.

Tratamento do astigmatismo

Normalmente, um astigmatismo leve a moderado pode ser corrigido com óculos ou lentes de contato.

Antes, as lentes de contato para astigmatismo só poderiam ser as rígidas (RGPs, também chamadas de lentes GP). Isso não é mais verdade. Agora, as lentes macias, chamadas de lentes de contato tóricas, podem corrigir o astigmatismo. Mas enquanto as lentes tóricas podem ser apropriadas para alguns, se você tem astigmatismo grave, as lentes rígidas ou óculos podem ser uma opção melhor. Seu oftalmologista irá discutir as opções de lente com você.

Para algumas pessoas com astigmatismo, a cirurgia pode ser uma opção para corrigir a visão, incluindo o LASIK . Seu oftalmologista discutirá com você sobre os vários tipos de cirurgia refrativa que podem ser considerados para a correção de seu astigmatismo.

 

Fonte: www.aao.org